Friday, June 03, 2011

DERMATITE DE CONTATO X ESMALTES



Dermatite de Contato X Esmaltes

Os esmaltes, atualmente assessório indispensável para mulheres vaidosas e antenadas
com a moda, deixam nossas unhas mais bonitas, auxiliam no fortalecimento e
crescimento das mesmas e ajudam a proteger contra as agressões diárias. No entanto,
é necessário alertar que ele pode causar alergias. Os principais causadores de reações
alérgicas estão presentes na composição dos esmaltes (geralmente nos esmaltes
nacionais, pois a maioria dos esmaltes importados já aboliram essas substâncias de
sua fórmula). Um dos principais causadores de reações alérgicas é o formaldeído, o
qual está presente na resina do esmalte, tendo a função de dar aderência e durabilidade
ao produto; o tolueno, um solvente da formula tradicional de esmaltes e a mica, um
pigmento usado nos esmaltes perolados e cintilantes, e o DBP Dibutyl do phthalate e o
líquido oleoso transparente incolor usado como plastificante.

O nome da alergia a esmalte de unha é dermatite de contato ou eczema
de contato, podendo apontar entre os principais sintomas o inchaço das pálpebras,
vermelhidão e coceira nas mãos, rosto e pescoço. Caso você apresente alguns dos
sintomas da alergia ao esmalte de unha é indicado procurar um médico para fazer um
teste alérgico.

O que é uma dermatite de contato?

É uma reação da pele resultante de exposição a alérgenos (dermatite de contato
alérgica) ou irritantes (dermatite de contato irritativa). A dermatite de contato alérgica
é geralmente confinada na área onde o agente causador tocou a pele, enquanto que a
dermatite de contato irritativa pode ser mais espalhada.

Sintomas de ambos os tipos de dermatite de contato incluem erupções
vermelhas, bolhas e coceira, edemas (inchaço), descamação local, os sintomas e sinais
variam conforme a potência do irritante e o tempo em que a pele ficou em contato.

(Esmalte Flor de Pitanga – ELKE)

A foto acima foi o início do meu sofrimento, ainda não tinha reações na face,
que vieram a aparecer com o tempo, principalmente nas pálpebras, mas não tenho
fotos para mostrar no momento da crise, mas meu rosto ficou inchado, dolorido, com
áreas de descamação; após o inchaço dava-se para notar a olhos nus a pele grossa e
com fissuras. Procurei uma dermatologista que me alertou do problema e dos cuidados
a se tomar, meu caso chegou a esse ponto porque não valorizei os sintomas quando
ainda estavam apenas nas mãos, somente quando afetou a face que veio o incomodo
realmente. O “meu” tratamento consisti em usar antistamínico (Alegra D, loratadina
etc), corticóide (hidrocortizana) e creme para uso local, primeiro creme a base de
hidrocortizona e depois a base de prednisolona, hoje me sinto super bem, não deixei de
usar esmaltes, mas ao menor sinal de irritação suspendo o uso, pois o “meu” caso não é
de uma alergia de grau muito intenso, só ficou assim porque não dei importância logo
no início. Olha como está após tratamento, muito melhor né?

           
           (Esmalte Mar – VERONA)                                   ( Esmalte Charmosa – DOTE)

                                                        

As dermatites de contato alérgicas são muitos semelhantes às dermatites por
irritantes no aspecto externo, porém a grande diferença é na maneira com que a doença
se desenvolve. No caso das alergias, as lesões na pele só irão aparecer naquelas pessoas
que são alérgicas a determinados agentes, os chamados alérgenos. Para que haja a
reação alérgica, primeiro entra em contato com a substância alérgena e se torna
sensível àquele agente. O corpo então registra aquele agente como um agressor e, se a
pessoa entrar em contato novamente com ele, começará a reação alérgica. Portanto, a
dermatite só aparece depois de algum tempo. às vezes, são necessárias várias
exposições para que a pessoa se torne sensível. Quanto maior for a sensibilidade e
quanto mais tempo a pessoa tiver contato com o agente agressor, maior será a reação
alérgica. Várias substâncias podem desenvolver alergia de contato. Poderemos citar
algumas, como o níquel (encontrado em bijuterias e mesmos jóias finas), plantas,
borracha (Latex), perfumes, maquiagem, e outras. Até mesmo o sol pode provocar
alergia para determinadas pessoas.

O tratamento é feito através de medicações para controlar as lesões, como em qualquer
outra alergia. As mulheres que sofrem com a dermatite de contato podem estar optando
pelo uso de esmaltes hipoalergênicos. No Brasil a Colorâma aboliu da sua linha atual,
ao menos dois dos produtos (Formaldeído e Tolueno, “obrigada Colorama”) que são
os maiores responsáveis pelo aumento de dermatite de contato pelo uso de esmaltes
e a nossa querida Ludurana, que infelizmente não encontro no meu Estado e dependo
de algumas meninas maravilhosas do Flickr me enviarem por troquinhas. Além dessas
duas empresas que tiraram esses produtos alergênicos da fórmula de seus esmaltes de
linha, temos também outras empresas que investem em uma linha hipoalergênica, mas
que não nos dão muitas opções de cores, como a Risqué, Argento, Impala etc, o que é
uma pena, pois possuem cores maravilhosas e tem lançado coleções lindas que muitas
de nós não poderemos usar. E também contamos com os esmaltes importados, pois
tenho notado que no exterior o controle de qualidade é bem mais rígido que no nosso
querido país, lá fora eles primam muito pela qualidade dos produtos e pela saúde do
consumidor. Eu adquiri alguns importados maravilhosos por compra com uma querida
amiga, a Monique (http://www.esmalt-es.blogspot.com/), quem sempre faz pedidos
internacionais e sempre se  lembra dessa amiga e faz minhas encomendas junto com as dela e
alguns ganhei numa troca internacional chiquérrima com a Josie. Meninas, o que é um
esmalte importado, eles tem uma excelente durabilidade, são fáceis de passar e limpar,
não ficam quebrando as pontinhas. Eu amo meu país, mas nossos esmaltes têm muito a
melhorar, não nas cores que são maravilhosas, mas na qualidade.



Esses são os produtos que eu uso atualmente para cuidar das minhas mãos e
unhas que sofrem muito, além dessa dermatite de contato, uso luvas no trabalho que
contém talco e elas ficam muito ressecadas. Como podem ver, alguns são importados e
outros nacionais, mas uma junção de todos eles fortalece, hidratam e me deu a sensação
de mãos e unhas saudáveis que eu tanto queria. Assim, durante o dia eu uso o creme
Luva de Silicone da Avon, umas duas vezes ao dia eu uso o óleo da OPI Avoplex (tem
um cheirinho de melão delicioso), ou a cerinha da Granado (Tb tem um cheirinho muito
bom), essa base fortalecedora muito conhecido como “Casco de Cavalo” é baratinha e
detalhe meninas, é nacional e não tem em sua composição o formaldeído, Tolueno e
DBP, a outra base e a Nail Envy também da OPI, excelente, logo na primeira semana já
se nota a unha muito mais fortalecido, eu costumo alternar entre a base da OPI e a casco
de cavalo, e a noite, antes de dormir eu uso Bepantol, para quem não conhece é um
creme para assadura, mas como é a base de dexpantenol, ele Tb faz bem para os lábio
ressecados e para o cabelo (eu uso bepantol, 5ml, na forma liquida, junto com o creme
para hidratar o cabelo, mas isso é assunto para um novo post, rsrsrs).

Esse é meu post de iniciação aqui no Blog, espero ter ajudado e que gostem dos
próximos que viram. Bjs e sejam sempre bem vindas.

Liz Leffler

E-mail: ealeffler@hotmail.com

Flickr: http://www.flickr.com/photos/lizleffler/

Créditos de pesquisa:

http://www.copacabanarunners.net/dermatite-contato.html

http://www.drashirleydecampos.com.br/noticias.php?noticiaid=551&assunto=Alergia

3 comments:

  1. Oii
    Parabéns pelo blog!
    tbm sofri por alergia de esmalte, mas demorei pra descobrir, pois ela atingiu somente os olhos, e eu nunca tinha ouvido flr que alergia de esmalte inchava os olhos, começou ftraquinho mas...como não dei importancia e nem procurei saber o motivo da alergia el foi ficando forte, e dificil de sarar, quando me falaram que era causada pelo esmalte suspendi o uso, e mesmo assim só fui ver melhoras depois de 2 meses de abstinência kkk, agora que voltei a usar maquiagem, e pretendo passar esmalte logo pra ver se já adquiri resistência, o pior é que até removedores de esmalte dão alergia =/ e ainda não descobri uma marca que não provoque!!
    obrigada por compartilhar conosco um assunto tão importante e que ainda muitas meninas não conhecem! ;D
    bjo0
    sucesso com o blog!

    ReplyDelete
  2. Que bom que você gostou Josy,estamos muito feliz....
    Volte sempre querida.bjs

    ReplyDelete
  3. Olá, foi muito bom ver essa sua matéria. Também descobri recentemente que tenho alergia a esmaltes, no meu caso, limita-se aos olhos, que ficam inchados e descamando tb. Ainda estou em abstinência, mas um dia eu volto a usar! Parabéns.

    ReplyDelete